Professor Sedinei Beber

www.sedineibeber.com.br

  TGA I - Modelos de prova  

PROVA I e II  - TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO I

O que é Administração, Fundamentos Históricos e Início da Ciência Administrativa, Administração Científica, Teoria Clássica, Teoria Burocrática, Estruturalista, Escola das Relações Humanas,  Estruturalismo, Sistêmica, Contingencial, Desenvolvimento Organizacional,  Teoria Comportamental/Behaviorista e Teoria Matemática/Cibernética.


O que é um bom Administrador?

Administradores eficazes e profissionais de todos os tipos e estágios, não importa sejam executivos, administradores públicos, consultores organizacionais, políticos ou sindicalistas, precisam desenvolver suas habilidades na arte de ler as situações que estão tentando organizar ou administrar.

Essa aptidão comumente se desenvolve como um processo intuitivo, aprendido através da experiência e da habilidade natural. Embora, às vezes, uma pessoa possa realmente declarar que ela necessita “ler aquilo que está acontecendo em X”, ou “lidar com algo em Y”, o processo de ler e reler freqüentemente ocorre em um nível quase subconsciente. Por essa razão, sempre se acreditou que administradores eficazes e aqueles que resolvem problemas nasceram assim; em lugar de terem sido treinados, possuem um tipo de poder mágico para compreender e transformar as situações que encontram.

Caso se olhe mais de perto o processo usado, todavia, descobre-se que esse tipo de mística ou poder baseia-se freqüentemente na habilidade de desenvolver profundas apreciações sobre as situações que estão ocorrendo. Observadores habilidosos desenvolvem a destreza para ler situações, tendo vários cenários em mente e concebendo ações que parecem apropriadas às leituras assim obtidas.

Este tipo de observador tem a capacidade de permanecer aberto e flexível, interrompendo julgamentos abruptos sempre que possível, até ter uma visão mais compreensiva da situação emergente. Está ciente de que novas descobertas freqüentemente aprecem quando se lê a situação de novos ângulos  e que uma leitura mais ampla e variada pode criar uma gama também mais ampla e variada de possibilidades de ação. Os administradores e solucionadores de problemas menos eficazes, por outro lado, parecem interpretar todas as coisas a partir de um ponto de vista fixo. Como conseqüência, geralmente deparam com barreiras que não conseguem contornar; suas ações e comportamentos são freqüentemente rígidos e inflexíveis, além de uma fonte de conflitos. Quando problemas e diferenças de opiniões aparecem, habitualmente não fornecem alternativas a não ser teimar em soluções antigas, tentando criar consenso para convencer os outros a “comprarem” sua visão particular da situação.

Existe um relacionamento próximo entre esse processo de ler a vida organizacional e o processo conhecido como análise organizacional. A análise formal e o diagnóstico das organizações, à semelhança do processo de leitura, sempre está  baseada na aplicação de algum tipo de teoria à situação que está sendo considerada. As teorias, como as leituras, são interpretações da realidade. Teoriza-se sobre ou “lê-se”  situações à medida que se tenta formular imagens e explicações que ajudam a dar sentido à natureza fundamental destas situações. Então, uma análise eficaz, assim como uma leitura eficaz, fundamenta-se na capacidade de realizá-la, levando em conta as teorias ou explicações rivais, em lugar de ficar comprometido com um ponto de vista fixo e inabalável.”

Imagens da Organização, de Gareth Morgan.

 

Vamos começar a fazer a prova. Lembrem-se que, antes de mais nada, a prova é um instrumento de avaliação da aprendizagem. Lembrem-se que um dos motivos que levam a prova a ser objetiva é tentar ensinar o aluno a reconhecer os conceitos (e os fatos), mais do que a decorá-los: você deve procurar entender o que estuda, para poder utilizar. Procurem fazê-la com calma, de modo a torná-la fácil. Assinale sempre a melhor resposta, pois, como em todas as ciências humanas, a administração não possui regras incontestáveis. Nas questões, há sempre 6 alternativas, equivalentes às letras de A à F na grande de respostas. NDA significa “nenhuma das alternativas”. TAA significa "todas as alternativas anteriores". Quando todas as afirmações estiverem de acordo com a pergunta, a resposta correta é a Letra E.  Em cada uma das provas haverá algumas questões (em geral 10) que não deverão ser respondidas dentro do conjunto de 50. Ou seja, o aluno deve escolher 40 questões. Caso marque mais questões, o professor anulará as excedentes.

Inicialmente, vamos discutir a administração: devemos entende-la enquanto arte (ou ciência), para então estudarmos sua evolução, objetivo desta disciplina.

1.  O que é administração? Como podemos defini-la? 

a) É a arte de administrar empresas de forma a torná-las lucrativas
b) É o processo de tomar e colocar em prática decisões sobre objetivos e utilização de recursos
c) É a ciência de gerenciar alguma organização de modo a obter o máximo de desempenho possível
d) É a ciência de gerir pessoas para que elas façam o possível para que sua organização se desenvolva
e) TODAS AS ALTERNATIVAS ANTERIORES
f)  NDA

2. Em que a Teoria Estruturalista complementa poderosamente a Teoria da Burocracia e todas as suas antecessoras?

a) Passou a analisar a estrutura da empresa
b) Percebeu que a empresa estava em um contexto e que não poderia mais continuar sendo estudada isolada deste
c) Confirmou a Teoria Burocrática, corrigindo suas falhas.
d) Unificou em uma única estrutura as teorias anteriores, como a Burocrática, Administração Científica e Clássica.
e) TODAS AS ALTERNATIVAS
f)  NDA

3. Etzioni estudou, entre outras teorias, os diferentes tipos de poder. Afinal, existem diferentes formas de fazer as pessoas fazerem o que queremos. Para este autor, o poder pode ser:

a) Coercitivo, normativo, remunerativo
b) Formal e informal
c) Temporal, material e divino
d) Alienativo, Moral/Emocional, calculativo
e) TODAS AS ALTERNATIVAS
f)  NDA

4. Talvez uma das maiores conquistas dos Estruturalistas, no que seriam seguidos mais tarde pela Abordagem Neoclássica e APO, Teoria Sistêmica, Cibernética e outras, diz respeito ao ambiente universal. Eles deram grande ênfase ao AMBIENTE ORGANIZACIONAL, que seria:

a) O ambiente geral da empresa
b) As outras organizações existentes
c) O ambiente tecno-econômico
d) Os grupos não-organizacionais da sociedade
e) TODAS AS ALTERNATIVAS
f)  NDA

5. Os estruturalistas talvez perceberam o problema que é a raiz dos maiores problemas das burocracias no mundo atual. Se uma burocracia conseguir atingir seus objetivos enquanto modelo administrativo, terá dificuldades para:

a) Controlar os empregados
b) Mudar
c) Lidar com Conflitos
d) Crescer 
e) TODAS AS ALTERNATIVAS
f)  NDA

6. No início do século XX alguns homens começaram a se tornar famosos pelos seus estudos da administração. É a chamada Escola Clássica da Administração, que notabilizou-se pela Administração Científica, desenvolvida por:

a) Fayol
b) Taylor
c) Ford
d) Weber
e) TODAS AS ALTERNATIVAS ANTERIORES
f) NDA

7. Seriam vantagens da burocracia:

a) Precisão na definição do cargo e da operação
b) Rapidez nas decisões
c) Redução do Atrito entre as pessoas
d) Confiabilidade
e) TODAS AS ALTERNATIVAS ANTERIORES
f) NDA

8.   Napoleão é famoso, também, pela forma como lidava com pessoas. Ele possui uma frase cujo significado é que as pessoas se acontentam com pouco, referindo-se à paixão dos militares por medalhas. Sob a luz da teoria das relações humanas, esta frase pode significar uma crítica:

a)   Medalhas não são boas motivadoras
b)   Militares devem ser motivados de outras formas
c)   Pessoas podem ser manipuladas
d)   Prêmios são excelentes motivadores, porque substituem o dinheiro
e)   TODAS AS ALTERNATIVAS
f)    NDA

9.  Assinale a alternativa correta, após colocar V/F na relação dos autores com suas teorias. 

·    Max Weber – tipo ideal de burocracia
·    Frederick Taylor – Administração Científica
·    Henri Fayol – Processo Administrativo e Papel dos Gerentes
·    Henry Ford – aplicador da Teoria das Relações Humanas
·    Elton Mayo – aplicador dos Princípios da Administração Científica

a)   V F V V V
b)   V V V F F
c)    F F F F F
d)   V V F V F
e)   TODAS AS ALTERNATIVAS ANTERIORES
f)    NDA

10. Não é um conceito discutido na Teoria Neoclássica:

a) Amplitude de Controle.
b) Grau de Centralização Adequado.
c) Introdução do Planejamento Estratégico nas organizações.
d) O Aprendizado Contínuo da organização.
e) TODAS AS ALTERNATIVAS ANTERIORES
f)  NDA
 

11. Chandler estudou inúmeras corporações americanas ao longo de muitos anos e percebeu que:

a) As estruturas eram flexíveis.
b) As estruturas adaptavam-se às estratégias.
c) As estratégias adaptavam-se às estruturas.
d) As estratégias eram sempre as mesmas.
e) TODAS AS ALTERNATIVAS ANTERIORES.
f) NDA.

12. O ciclo básico do planejamento, até hoje utilizado, em português, é (onde Plan, Check, Do, Act):

a) PDAC
b) 
PDCA
c) 
DPCA
d) 
PCDA
e) 
TAA
f) 
NDA
 

13. Por que motivo a teoria do Desenvolvimento frisa sempre que a mudança é importante para as empresas?

a) Porque a mudança é sempre externa, motivo pelo qual a empresa deve estar preparada para tudo.
b) 
A empresa deve aprender a mudar, porque as mudanças são inevitáveis.
c) 
As empresas devem contratar pessoas adaptadas a mudar continuamente de forma holística.
d) 
Quem lida em setores de alta tecnologia, como informática, se enquadra no conjunto de conhecimentos D.O.
e)
TAA.
f) 
NDA.

14. Uma das confusões deixadas pela Escola Clássica e pela Escola das Relações Humanas foi o problema de que certos motivadores por vezes funcionavam, por vezes eram ineficazes, além de funcionarem por tempo limitado. Faltava um entendimento mais completo sobre que posturas os administradores precisavam ter para conseguir motivar seus empregados de forma consistente, e a longo prazo. Maslow propôs que as necessidades estão colocdas em níveis, que uma vez superados, não mais motivam. Logo, é importante que a empresa sempre de condições às pessoas de galgarem níveis mais altos. Quais são as necessidades constantes na Pirâmide das Necessidades, das mais primárias às mais avançadas?

a) Fisiológicas, segurança, auto-estima, sociais e auto-realização.
b) F
isiológicas, básicas, segurança, sociais e auto-realização.
c) 
Fisiológicas, básicas, sociais, segurança e auto-realização.
d) 
Fisiológicas, segurança, sociais, enriquecimento e auto-realização.
e) 
TAA.
f) 
NDA.

15. Qual a função do administrador, segundo Herbert Simon?

a) Liderar
b)
Comandar
c)
Controlar
d)
Tomar decisões
e)
TAA
f)
NDA

16. O que prega o conceito de homeostasia?

a) Que as empresas ficam em equilíbrio com seu meio.
b) 
É o processo de equilíbrio estático da empresa em seu próprio meio
c) 
É o equilíbrio dinâmico obtido com as trocas ambientais.
d) 
É o equilíbrio dinâmico obtido através da auto-regulação.
e) 
TAA.
f) 
NDA

17. (1999) A figura acima representa uma empresa de porte médio. De acordo com o modelo, os supervisores passam cerca de 30% de seu tempo em atividades gerenciais e 70% em atividades técnicas. Já o presidente passa, no mínimo, 90% do seu tempo em atividades gerenciais e, no máximo, 10% em atividades técnicas. Se colocássemos todos os outros níveis hierárquicos no modelo, veríamos que, ao mesmo tempo que um indivíduo progride em uma organização, as atividades gerenciais e as exigências em relação a elas aumentam, e o envolvimento em atividades técnicas diminui. Muitas vezes observamos nas organizações um contraste entre o nível gerencial e o nível funcional. Uma situação na qual o gerente se envolve mais em atividades técnicas do que o esperado no seu nível gerencial caracteriza:

a) O exercício limitado das funções do administrador.
b) A predominância da obtenção de resultados eficazes através de pessoas.
c) Uma maior ênfase ao elemento humano na organização.
d) Uma criteriosa alocação de recursos escassos.
e) Que os seus subordinados trabalham segundo as próprias potencialidades.

18.(3/1999) Uma cadeia de lanchonetes descobre que seu negócio está mudando com base em duas constatações: (1) mais pessoas estão comendo fora, em estabelecimentos de fast-food e, (2) devido a variações demográficas, existem menos adolescentes disponíveis para trabalhar por um salário mínimo em empregos entediantes. O primeiro ponto sugere que a organização deveria expandir seu negócio e tirar proveito da oportunidade de crescimento. A resposta tradicional para mais negócios – empregar mais adolescentes – não é uma opção, como deixa claro o segundo ponto. Uma situação como esta exige do administrador uma decisão contingencial. Ele listou como possíveis as decisões abaixo. Entretanto, uma delas é baseada na Abordagem Clássica da Administração. Qual?

a) Ignorar as oportunidades mercadológicas de crescimento e continuar como está agora, por medida de segurança.
b) Alterar a estrutura organizacional, aumentando a autonomia decisória dos funcionários.
c) Separar o trabalho em tarefas básicas e dividi-lo entre os funcionários, de forma que cada um possa especializar-se numa tarefa específica.
d) Elaborar um planejamento estratégico, identificando o papel da variável demográfica na absorção de mão-de-obra.
e) Explorar outras fontes de mão-de-obra, como, por exemplo, donas de casa, aposentados, estudantes que abandonaram os estudos, deficientes, etc.

19.(4/1999) O Diretor da empresa ALFA tem uma tarefa a realizar e, para tanto, estabelece uma equipe de projetos. O que ele precisa fazer para realçar o status deste grupo e obter a participação entusiástica dos funcionários?

a) Incentivar para que todos os funcionários interessados participem do grupo, independente do nível hierárquico.
b) Fazer com que o grupo aumente de tamanho incentivando adesões irrestritas.
c) Designar funcionários de prestígio, dispostos a participar como membros deste grupo.
d) Explicitar ao grupo e à organização a importância da tarefa a ser realizada, bem como os riscos que correm os que dela participarem.
e) Não vincular este grupo a qualquer tipo de recompensa de desempenho social e/ou financeira.

20.(5/1999) Existe um consenso crescente de que a tomada de decisão deve levar em consideração a natureza complexa dos negócios, resultante de ambientes organizacionais modernos que sofrem constantes transformações. Assim sendo, a abordagem mais contemporânea para a solução de problemas deve buscar o pensamento:

a) linear, supondo que cada problema tem uma solução única, e que esta afetará basicamente a área do problema e não o restante da organização.
b) linear, buscando a simplicidade no tratamento das questões e considerando que o essencial é que os problemas sejam definidos, e as soluções, implementadas.
c) sistêmico, supondo que, uma vez implementada uma solução, esta permanecerá válida e deverá ser avaliada apenas em termos de quão bem resolve o problema.
d) sistêmico, focalizando os problemas como singulares, e abordando isoladamente cada área do problema independente dos inter-relacionamentos entre os elementos organizacionais.
e) sistêmico, supondo que os problemas são complexos, têm mais de uma causa e mais de uma solução, e estão inter-relacionados com o restante da organização. 

21.(10/1999) Na BETA S.A., empresa que explora produtos químicos, o Diretor Superintendente Joel Matoso percebeu que seus funcionários estavam desmotivados e não comprometidos com os resultados do seu trabalho. Para diagnosticar melhor as causas desse clima organizacional, ele fez uma pesquisa na qual identificou que as necessidades sociais do grupo não estavam sendo satisfeitas. Para minimizar tal problema ele deverá:

a) aumentar a qualidade das refeições e a duração dos intervalos para descanso.
b) aumentar o conforto das instalações e melhorar a iluminação no ambiente de trabalho.
c) analisar o processo de trabalho e aumentar os salários e os benefícios.
d) implementar um programa que aumente a estabilidade dos funcionários na organização.
e) desenvolver um programa de participação do grupo na solução dos problemas do trabalho. 

22.(29/1999) O diretor-presidente da Cia. EREMITA contratou uma conceituada empresa de consultoria para diagnosticar as causas da gradativa perda de competitividade experimentada a partir dos últimos cinco anos por esta empresa e indicar soluções. A equipe de consultores designada para esse trabalho constatou, dentre outros fatos considerados menos significativos, que, há pouco mais de cinco anos, por medida de economia, foram extintas as divisões de Pesquisa e de Produto do Departamento de Marketing da Cia. EREMITA, bem como todo o Departamento de P& D. Com base principalmente nessa constatação a equipe de consultores emitiu diagnóstico no sentido de que as mudanças organizacionais impostas teriam provocado uma ruptura, embora parcial, da interação da Cia. EREMITA com o macroambiente e o ambiente de tarefa, fazendo com que esta empresa passasse a comportar-se como um sistema virtualmente fechado. Face ao exposto, o que denota uma característica da Cia. EREMITA como sistema fechado?

a) Indiferenciação interna.
b) Integração a si mesma.
c) Adaptação ao ambiente externo.
d) Desenvolvimento e alocação de recursos.
e) Alcance e manutenção de altos níveis de desempenho.

23.(30/1999) Quando se avalia uma organização e sua atuação no mercado, verifica-se que a empresa é um sistema inserido em um ambiente sujeito à ação de múltiplas variáveis que atuam direta e/ou indiretamente sobre a mesma. Considerando que a organização está sujeita a uma grande variedade de ações internas e externas, podemos afirmar que uma Empresa é um sistema:

a) Probabilístico simples.
b) Probabilístico complexo.
c) Probabilístico hipercomplexo.
d) Determinístico complexo.
e) Determinístico hipercomplexo.

24.(32/1999) Considere que o ambiente do sistema é o conjunto dos elementos situados "fora" dele e que: 1 - uma mudança nos atributos desses elementos afeta o sistema; 2 - esses atributos podem ser mudados pelo funcionamento do sistema. Assim, considerando uma empresa do setor de bens de consumo, qual é o único elemento que faz parte exclusivamente do ambiente do sistema?

a) Estrutura organizacional.
b) Demanda dos produtos.
c) Processo de produção.
d) Produtos fabricados.
e) Preço de oferta de produtos.

25.(34/1999) Nenhum sistema, por si só, proporciona toda a informação de que a organização necessita. As organizações contam com muitos sistemas de informação que servem aos seus diferentes níveis e funções. Entre os principais sistemas de informação, requeridos pelos diversos níveis organizacionais, encontram-se os seguintes:

I - Sistema de Suportes a Executivos (SSE) no nível estratégico;

II - Sistema de Informação para a Administração (SIA) no nível gerencial;

III - Sistema de Recrutamento e Seleção de Pessoal (SRS) no nível operacional;

IV - Sistema de Automação de Escritório (SAE) no nível do conhecimento ou operativo;

V - Sistema de Processamento de Operações (SPO) no nível operacional;

VI - Sistema de Compras a Distância (SCD) no nível comercial.

Estão corretos os sistemas:

a) I, II e III apenas.
b) I, III e IV apenas.
c) I, IV e V apenas.
d) II, III e VI apenas.
e) II, V e VI apenas.
 

26.(3/2001) Para modernizar a Empresa Recordes Ltda., o consultor Raul propõe às lideranças uma estrutura em rede (network structure) porque este tipo de estrutura:

a) Diminui o risco de perdas de negócios e a falta de controle local.
b) Diminui a lealdade dual e os possíveis conflitos de subordinação.
c) Diminui a incerteza, quanto aos contratados, e aumenta a lealdade do pessoal.
d) Favorece a competitividade global e a flexibilidade da força de trabalho.
e) Favorece o enriquecimento de cargos e a política salarial.

27.(5/2001) A competitividade e a globalização do setor aéreo têm obrigado as suas empresas a gerenciarem sob uma perspectiva contingencial na qual:

a) Não existe uma “única melhor maneira” de administrar e organizar, porque as circunstâncias variam.
b) É fundamental a aplicação de análise quantitativa aos problemas e decisões administrativas.
c) O sucesso organizacional é baseado na satisfação de necessidades econômicas e sociais do indivíduo e do grupo.
d) A estrutura organizacional deve eliminar a variabilidade de resultados para a definição do comportamento dos especialistas.
e) Os administradores devem enfatizar o bem-estar, a motivação e a comunicação dos trabalhadores.

28.(9/2001) Ricardo Cruz fazia uma carreira brilhante numa subsidiária de uma multinacional, quando foi transferido para a matriz. Apesar de falar o idioma da empresa-mãe com fluência, ele teve dificuldades de linguagem na comunicação entre culturas. Ele enfrentou problema em virtude das barreiras causadas:

a) Pela semântica: as palavras implicavam diferentes significados em idiomas diferentes afetando as suas negociações.
b) Pela semelhança entre percepções: usar um estilo pessoal, informal, numa situação em que se espera um estilo mais formal, pode ser embaraçoso e desagradável.
c) Pela diferença de percepções: é preciso pressupor diferenças até que as semelhanças sejam provadas e, então, trataras interpretações como uma hipótese funcional.
d) Pelas diferenças de tom: pessoas que falam idiomas diferentes realmente vêem o mundo de formas diferentes, e era preciso enfatizar mais a descrição do que a interpretação ou a avaliação.
e) Pelas conotações das palavras: ele percebeu que palavras significam coisas diferentes para pessoas diferentes e era preciso praticar empatia.

29.(25/2001) Em sua última reunião de diretoria, a Cia. Aérea Pênalti S.A. resolveu utilizar o modelo de computação “cliente/servidor” para o seu sistema de reservas de passagens. Considerando ser essa decisão inovadora no segmento de passagens aéreas, o que levou a Pênalti a adotar esta política foi a intenção de:

a) Criar um banco de dados descentralizado entre vários com-putadores.
b) Criar um modelo de call center para atendimento mais rápido ao cliente.
c) Utilizar o servidor corporativo da empresa para atender a todo o processamento do cliente.
d) Dividir o esforço computacional entre os clientes e os servi-dores da sua rede corporativa.
e) Reunir os clientes e funcionários da empresa através de uma intranet.

30.(26/2001) A Modular Sistemas Ltda. desenvolveu um novo site na internet, hospedado em seus computadores, a fim de disponibilizar com segurança o acesso ao seu banco de dados. Para tal, introduziu um novo sistema de firewall em suas redes corporativas. O que levou o diretor da Modular a tomar esta decisão?

a) Dar segurança aos dados da empresa contra a possibilidade de fogo em suas instalações.
b) Fazer um esquema de backup de incêndio, isto é, guardar cópia dos dados e programas em local fora da sede da empresa.
c) Prevenir o recebimento de vírus através do correio eletrônico.
d) Tentar impedir que os computadores da empresa sejam invadidos por hackers.
e) Criar uma vacina contra o vírus conhecido como firewall de maneira a impossibilitar o seu ataque aos computadores da empresa.

31.(2001) A Livraria Virtual Ltda. decidiu introduzir a venda de livros através de sua homepage. Para tal, ela precisa dispor de um sistema que possa determinar, com base em seu atual banco de dados, uma segmentação de clientes para a posteriori utilizar esta informação na personalização do acesso à homepage. Que tipo de Sistema poderá ajudar a empresa na segmentação de seus clientes?

a) Call Center.
b) Gerenciamento de Clientes - CRM.
c) Mineração de Dados – Data Mining.
d) Produção - MRP.
e) Integrado de Gestão – ERP.

32.(1/2002) A produção em escala se diferencia da produção artesanal em inúmeros aspectos. Quando se observa o indivíduo nesse contexto, conclui-se que as características associadas principalmente à produção em escala são:

a) A especialização do indivíduo, a visão sistêmica, a máxima produtividade e o comprometimento.
b) A especialização do trabalho, a máxima produtividade, a visão sistêmica e o padrão de produção.
c) A divisão do trabalho, a especialização do indivíduo, o padrão de produção e a alienação do processo.
d) O planejamento estratégico, a divisão do trabalho, o tempo padrão e a visão contingencial.
e) O padrão de produção, a motivação, a divisão do trabalho e a alienação do processo.

33.(23/2002) A LCL Consultoria está realizando um estudo da estrutura organizacional da Araucária Ltda. e propôs a criação de estrutura matricial. Entretanto, tal tipo de estrutura organizacional apresenta maior risco de surgimento de conflitos em função:

a) Da falta de mobilidade do conhecimento especializado.
b) Da falta de unidade de comando nos projetos.
c) Da inadequação da distribuição geográfica.
d) Da necessidade de contínuo treinamento das equipes.
e) Da dispersão dos trabalhos das equipes.

34. (38/2002) A MD Laboratórios Médicos está implantando um Sistema de Informações Gerenciais (SIG) para transformar dados obtidos em seus sistemas operacionais em informações. Pode ser caracterizado como parte integrante do sistema a ser implanta-_ do o Sistema de:

a) Armazenamento de Conhecimento.
b) Emissão de Notas Fiscais.
c) Baixa de Equipamentos Vendidos.
d) Contabilização de Entradas de Peças no Estoque.
e) Relatórios Comparativos do Número de Exames.

35. (40/2002) Uma série de empresas tem recorrido a Sistemas Integrados de Gestão (ERP) como maneira de sobreviver em um mundo cada vez mais competitivo. Se você tiver que defender a utilização de um ERP em sua empresa, que argumento, dentre os abaixo, você deverá empregar?

a) Os procedimentos operacionais não serão alterados com a implantação do sistema.
b) A empresa ganhará flexibilidade de operação.
c) O controle gerencial tenderá a ser fortalecido.
d) O gerenciamento de clientes será facilitado, pois a análise de crédito será mais ágil.
e) Um sistema de fluxo de informação não precisará ser implantado.

36.(2000/1) Após uma entrevista de seleção para a empresa ALFA, João foi informado que não seria admitido para o cargo de gerente, por não possuir habilidades interpessoais e de comunicação fundamentais para desempenhar a função. Assim, quanto a João, a entrevistadora alegou que:

a) O seu conhecimento de erros de propensão em avaliação de desempenho não era suficiente para uma boa auditoria de Recursos Humanos.
b) A sua especialização em Sistemas de Informação não favorecia a comunicação interfuncional na empresa.
c) Ele tinha dificuldades em reconhecer questões complexas e resolver problemas para benefício da organização.
d) Ele tinha dificuldades em trabalhar em equipe, dividir as informações com os outros e ensinar as pessoas a aprender.
e) Ele não conseguia considerar os objetivos e as estratégias gerais da empresa nas interações entre as diferentes partes da organização. 

37.(2000/3) Você é responsável pelo novo desenho organizacional de sua empresa, e com base nos seus conhecimentos de downsizing e empowerment, você busca um número ideal de subordinados que se reportam diretamente a um supervisor, isto é, uma amplitude de controle ótima para a sua estrutura. Para tal você considera que a amplitude deve ser maior quando:

a) O trabalho não é rotineiro.
b) O administrador não é altamente capacitado.
c) Os cargos são diferentes e as medidas de desempenho, comparáveis.
d) Os subordinados não são altamente treinados.
e) Os subordinados preferem ter autonomia a um controle cerrado da supervisão.

38.(2000/4) O senso comum considera a palavra "burocracia" como excesso de formalismo e de papelório. Tal idéia advém da ocorrência de conseqüências imprevistas (ou indesejadas) do modelo burocrático ideal defendido por Weber, às quais deu-se o nome de disfunções da burocracia. Entre essas disfunções incluem-se:

a) Despersonalização do relacionamento, resistência a mudanças, imperativo tecnológico e ambiente turbulento.
b) Despersonalização do relacionamento, uso da categorização como técnica do processo decisório, grupos autônomos e racionalização científica.
c) Resistência a mudanças, exibição de sinais de autoridade, superconformidade em relação às regras e aos regulamentos e propensão dos participantes a se defenderem de pressões externas.
d) Resistência a mudanças, internalização das diretrizes, humanização do trabalho e enriquecimento de cargos.
e) Superconformidade em relação às regras e aos regulamentos, uso da categorização como técnica do processo decisório, imperativo ambiental e indolência sistemática.

39.(2000/6) Jack Smith, da General Motors, deixou Wall Street furiosa por não adotar uma posição mais dura com a força de trabalho. Enquanto os investidores queriam custos trabalhistas mais baixos, Smith quis uma força de trabalho que estivesse a favor da empresa, e não contra ela. No seu processo decisório, Smith, uma vez que considerou as possíveis conseqüências das opções, buscou uma estratégia de otimização que resulta:

a) No máximo benefício ao menor custo, com margem de contribuição positiva.
b) No melhor equilíbrio possível entre várias metas.
c) Na melhor visão sistêmica do mercado.
d) Na escolha de uma alternativa definitiva, com margem de contribuição positiva.
e) Na escolha da primeira opção aceitável ou adequada para atingir uma meta ou critério-alvo.

40. (2000/10) A organização Delatel exercia o controle dos seus funcionários quase que exclusivamente através de mecanismos burocráticos, por meio de procedimentos operacionais padronizados, regras, regulamentações e supervisão cerrada. Um consultor da empresa disse que ela estava perdendo produtividade e que para reverter este quadro precisaria fazer uma reestruturação através de um enxugamento downsizing para eliminar de forma planejada cargos e níveis hierárquicos. Para implementar as suas demissões a organização optou por um programa de demissão voluntária, mas isto gerou o seguinte problema:

a) A administração não conseguiu enfocar a melhoria de um elemento de cada vez, de modo que a mudança fosse um processo cumulativo.
b) A empresa, com esta diretriz de Recursos Humanos, estimulou a saída dos funcionários mais qualificados.
c) Os funcionários que saíram apresentaram um comportamento de síndrome do sobrevivente, o que afetou a empresa como um todo.
d) Os funcionários que ficaram passaram a trabalhar dentro de um quadro orientado de valores que faz oposição ao controle autoritário.
e) Foram demitidas as pessoas que não tinham mais motivação para a mudança, o que aumentou a responsabilidade dos que permaneceram.

41.(2000/12) Num processo de seleção para uma função gerencial, o seu entrevistador afirma que a perspectiva contingencial é fundamental para a gestão de negócios naquela empresa e pede que você construa uma lista de características situacionais que afetam diariamente as decisões. Você não é escolhido para a função porque se engana ao mencionar:

a) A taxa de mudança e o grau de complexidade do ambiente externo à organização.
b) A divisão do trabalho em tarefas especializadas nas quais se busque delegar autoridade juntamente com responsabilidade.
c) As forças e fraquezas internas da organização.
d) O tipo de tarefas, recursos e tecnologias que a organização utiliza.
e) Os valores, objetivos, habilidades e atitudes dos administradores e trabalhadores da organização.

42.(2000/13) Depois de um grande crescimento que durou mais de quinze anos, a empresa Barckley atravessa uma crise que abala profundamente seus funcionários. Todos os planos e esforços canalizam-se para os departamentos operacionais: vendas, produção e marketing. Isso provoca certo amargor nos setores administrativos, de finanças, pessoal e informática. Afinal, foram eles que, nos dois últimos anos, por inúmeras vezes soaram os alarmes para avisar dos perigos em que incorria este ou aquele comportamento e propuseram planos alternativos. Para tratar deste conflito organizacional, o diretor presidente da empresa deverá optar por uma estratégia de intervenção de poder que:

a) Considere a causa do conflito, embora ignore metas prioritárias, ou seja, a organização em geral.
b) Satisfaça, pelo menos parcialmente, a posição de marketing, embora não trate das causas verdadeiras do conflito.
c) Imponha uma solução que, a curto prazo, resolva o problema, mas que provavelmente deixará um resíduo de ressentimento nos funcionários.
d) Procure alcançar a harmonia na organização, tratando o problema superficialmente e negando a sua importância para a organização.
e) Ignore totalmente o problema, acreditando que, assim, este simplesmente "desaparecerá".

43.(2000/15) O gerente geral do HOSPITAL CORAÇÃO DE OURO descreveu a um entrevistador o seu estilo de liderança como uma mistura de todos os estilos. "Em alguns momentos, sou um ditador, digo aos meus subordinados o que fazer. Em outros, sou um modelo de função, lidero pelo exemplo. Nesse ambiente, geralmente deixo que as pessoas participem ... Gosto muito da idéia da participação, mas numa situação crítica, automaticamente me torno autocrático." Este chefe defende a abordagem situacional da liderança. A justificativa correta para defender essa abordagem é a seguinte:

a) O líder que tem poder de competência é respeitado porque possui conhecimentos ou certas habilidades nas quais as pessoas acreditam.
b) A liderança através do poder de referência e de coerção exige fazer com que as tarefas sejam desempenhadas para garantir que a unidade de trabalho ou a organização atinjam suas metas.
c) As características pessoais definem o poder legítimo de um líder e são consideradas mais importantes que o seu real comporta-mento na tomada de decisão.
d) As características de personalidade de fato distinguem os líderes eficazes das outras pessoas pelo seu empenho, motivação, integridade, autoconfiança e conhecimento do negócio.
e) Não existem traços e comportamentos universalmente importantes, pois comportamentos eficazes variam de uma situação para outra e o líder deve primeiro analisar a situação e depois decidir o que fazer.

44.(2000/23) Para aumentar a produtividade de uma empresa, o consultor João Cardoso sugeriu a utilização de processamento paralelo em seus computadores. O processamento em paralelo permite que:

a) A saída de um programa executado pelo primeiro de uma série de computadores, colocados um após o outro, seja executada pelo computador que vem a seguir.
b) Diversos computadores, colocados um ao lado do outro, processem, ao mesmo tempo, diferentes partes da mesma tarefa.
c) Diversos microcomputadores, colocados em paralelo, funcionem como um supercomputador.
d) Mais de uma instrução de um determinado programa possa ser executada, ao mesmo tempo, por mais de um processador.
e) Uma instrução de um determinado programa seja executada, ao mesmo tempo, por mais de um processador para verificação de erros.

45.(2000/24) O desempenho organizacional da empresa Persinex Ltda. depende cada vez mais de um Sistema de Informações Gerenciais (SIG) bem estruturado, com capacidade de processamento de informações e de dados a fim de garantir sua efetiva utilidade aos diversos processos administrativos. Para administração da empresa, o SIG é particularmente importante em virtude de:

a) Sugerir um redesenho organizacional que possibilite a melhor avaliação do seu potencial de crescimento, visando a um aumento de mercado.
b) Ajudar a organização a atingir suas metas, fornecendo aos administradores uma visão das operações da empresa, de modo a melhorar o controle, a organização e o planejamento.
c) Incrementar as informações e dados favoráveis à rotatividade organizacional, possibilitando a diminuição do quadro funcional da área de informática da empresa.
d) Possibilitar a avaliação das informações e dos dados inerentes à horizontalização e verticalização estratégicas da empresa.
e) Determinar o fechamento dos dados e das informações específicas dos balanços patrimoniais da empresa a tempo de serem avaliados gerencialmente antes do processo de auditoria externa.

46.(2000/25) Em virtude de acelerada expansão, a empresa Céu Azul transformou-se em uma literal desordem em termos de controle. O Dr. Antonio, contratado como consultor de sistemas, sugeriu a implantação de um ERP (Enterprise Resource Planning), pois verificou que será necessário implantar um sistema:

a) De elementos recursivos potenciais.
b) De fluxo de caixa on line.
c) De controladoria.
d) De planejamento gerencial.
e) Integrado de gestão.

47. Lendo revistas de informática (PC, Info) e de negócios (HBR, HSM) encontra-se com freqüência uma série de softwares e equipamentos que auxiliam o executivo na tomada de decisões: CRM, apoio à decisão, organizadores para o comércio eletrônico, ERP (posso incluir o SAP R/3 aqui?), análises estatísticas (Sphinx, Minitab, Spss, etc.), inúmeros para marketing e vendas, para gestão da cadeia de suprimentos (SCM), mineração de dados, etc. Há quem diga que, à medida que o tempo passar, mais e mais decisões serão tomadas pelas máquinas (lembremo-nos que nem o campeão mundial de xadrez está resistindo ao Deep Blue...). Em sala de aula, comentei do aluno que demitiu 195 (sobraram 5, ele e mais quatro) em uma empresa (basicamente, ele criou um sistema para análise de crédito). Há quem diga que, um dia, os gerentes vão perder o emprego para computadores. Este assunto foi estudado pela teoria:

a) Teoria Matemática
b) Teoria Sistêmica
c) Teoria Cibernética
d) Teoria do Desenvolvimento Organizacional
e) TAA
f) NDA

48. Na teoria da Burocracia, colocou-se em xeque a idéia segundo a qual o funcionário, ao chegar na empresa, passa a se comportar como uma peça da organização. Ela propõe que as pessoas:

a) Que as pessoas devem dar lealdade total às empresas em que trabalham
b) Que os funcionários devem esquecer o aspecto pessoal de sua vida quando na empresa
c) Um doutrinamento através do crescimento, de modo que as empresas sejam prioritárias na vida das pessoas
d) Não pertencem, mas contribuem às organizações
e) TAA
f) NDA

49.(2000/14) Você é gerente de Recursos Humanos de uma média empresa que está preocupada com reivindicações trabalhistas e exigências dos sindicatos. Para prevenir possíveis conflitos, você elabora para a diretoria um programa de enriquecimento de cargos. Na defesa do projeto você argumenta que o enriquecimento do cargo traz vantagens, tanto para a empresa como para o empregado, porque pode:

a) Aumentar a motivação do pessoal em face da necessidade de todos os indivíduos de assumir riscos e enfrentar novas oportunidades através da estandardização do processo e dos resultados do trabalho.
b) Facilitar o ajustamento mútuo da coordenação do trabalho através de processos simples de comunicação informal, enquanto o controle permanece nas mãos do gerente.Que os funcionários devem esquecer o aspecto pessoal de sua vida quando na empresa
c) Gerar maior rotação de pessoal garantindo a multifuncionalidade e a ambigüidade das funções no nível operacional.
d) Gerar menor absenteísmo em virtude do comprometimento e sentimento de responsabilidade no cargo, quando o empregado não se sente explorado pela empresa com a imposição de um trabalho mais difícil.
e) Gerar maior produtividade diminuindo o conflito íntimo relacionado à dificuldade em assimilar novas atribuições e responsabilidades e facilitando a supervisão direta.

50. Quais são os desdobramentos da Função de Administração, propostos por Fayol?

a) planejamento, organização, comando, coordenação, controle
b) a função não possui desdobramentos.
c) técnica, comercial, segurança, financeira, contabilidade, administração.
d) Na  maior  parte  das  empresas,   marketing,  finanças,  produção,  recursos humanos (aquelas que correspondem às consultorias).
e) TAA
f)  NDA

51. São características das decisões administrativas:

a) Ausência de estrutura.
b) Conflito.
c) Conflito.
d) Incerteza.
e) TAA
f)  NDA

 

 

 

TGA I
Página da disciplina
 

Sedinei Beber © 2005 | Todos os direitos reservados